quinta-feira, 7 de dezembro de 2006

NA CAIXA DO CORREIO: O BARÃO VOADOR

O barão Karl Friedrich vom Munchausen, que já mereceu vários livros e dois filmes, viveu entre 1720 e 1797 e distinguiu-se pela sua capacidade fenomenal de contar histórias de guerra e de caça absolutamente fantásticas e imaginativas. Viveu uma vida aventurosa, com duas campanhas militares na Turquia enquanto capitão de cavalaria do exército russo, e, entre as suas medalhas de glória, conta-se até, provavelmente, a de ter sido amante da Imperatriz Catarina. Sabe-se que, enquanto no activo, se diz ter percorrido a Rússia, o Mar Cáspio, as Islândia, a Turquia, o Egipto, Gibraltar, o Mar Mediterrâneo e o Oceano Atlântico. Teria até visitado a Lua, tomando devida nota dos métodos para cozinhar seres humanos aqui utilizados. Depois da reforma, transformou-se num conversador de renome, e deixou-nos uma longa lista de aventuras tão ousadas quanto imaginárias.
Por exemplo, terá usado cerejas como balas durante um cerco...
Terá sido amarrado a uma bala de canhão e assim projectado para além das linhas inimigas...
E, era esta a história a que eu queria chegar, um dia fugia a cavalo de uma hordem de inimigos. Começaram a atravessar um pântano, e, acto contínuo, o cavalo começou a afundar-se. Os inimigos estavam cada vez mais próximos. Para se salvar...

Sem comentários: