quarta-feira, 8 de agosto de 2007

LER: Hipertexto, anotações semânticas e rede(s) na História da Ciência, Tecnologia e Medicina: O Projecto Historiographus

A apresentação da conferência no Segundo Encontro de História das Ciências Naturais e da Saúde. Lisboa, Culturgest, 7-8 de Julho de 2007.

Hipertexto, anotações semânticas e rede(s) na História da Ciência, Tecnologia e Medicina: O Projecto Historiographus.

José Pedro Sousa Dias
Fac. Farmácia Universidade de Lisboa e Inst. Rocha Cabral

Resumo
A história da ciência, como toda a história, só com grande esforço e recurso intensivo ao aparato erudito e outros instrumentos do ofício, se enquadra adequadamente dentro de uma narrativa linear. O objecto da disciplina decorre ao longo, não de um, mas de pelo menos dois eixos, onde o espaço e o tempo se desdobram em narrativas divergentes. As denominadas histórias horizontal e vertical são conceitos convenientes para distinguir dois estilos de fazer história da ciência, mas tornam-se perspectivas de difícil articulação numa visão mais sintética. Num plano mais aproximado, encontramos ainda outras dimensões, numa apertada rede de perspectivas e relações simultâneas e concorrentes, ligando pessoas, objectos, ideias e outros elementos. Estas várias dimensões não são fáceis de descrever num modo linear. Inicialmente, o hipertexto surgiu como uma forma de ajudar a vencer estas dificuldades, permitindo recriar uma teia imensa de relações e leituras. Contudo, na rede criada pelo hipertexto, as linhas que ligam os diferentes nós são todas equivalentes. Ora, as relações que elas pretendem representar não o são. Estas não só são múltiplas e distintas, como as relações possíveis variam consoante a natureza dos nós. As relações que unem pessoas entre si são diferentes das que ligam pessoas com grupos de pessoas, objectos ou locais.
Esta comunicação visa analisar a forma como a aplicação de ontologias e dos conceitos de anotação semântica, que surgiram no âmbito da Semantic Web, podem ser aplicados na análise de dados e na comunicação científica na histórias das ciências, da tecnologia e da medicina, apresentando ao mesmo tempo os primeiros passos do projecto Historiographus, o protótipo de uma Wiki Semântica, baseado numa ontologia especialmente concebida, denominada HiSTEMM (de History of Science, Technology, Engineering, Mathematics, and Medicine).

Sem comentários: