terça-feira, 24 de janeiro de 2006

LER: Projecto PRINCIPIA NATURALIS

Projecto PRINCIPIA NATURALIS

PRosopografia da INvestigação CIentífica em Portugal
(Ciências Biomédicas, 1880-1950)

O Projecto PRINCIPIA NATURALIS, desenvolvido no âmbito do Centro de Estudos de História das Ciências Naturais e da Saúde e da Secção de História e Filosofia das Ciências do Instituto Rocha Cabral, acaba de publicar na WWW o primeiro esboço da sua página:
  • PRINCIPIA NATURALIS. PRosopografia da INvestigação CIentífica em Portugal. Biomédicas, 1880-1950
  • Investigador responsável: José Pedro Sousa Dias.
Image principia-logo

O projecto Principia visa estudar como foi introduzida e se institucionalizou a investigação laboratorial nas ciências médicas e biológicas, em Portugal, no período entre 1880 e 1950. Pretende-se estudar como se criaram e desenvolveram os grupos de investigadores e as instituições e como se desenvolveram as estruturas sociais próprias de uma comunidade científica, através da aplicação de métodos de natureza prosopográfica, bibliométrica e de análise de redes. Pretende-se dar particular atenção à formação e desenvolvimento de redes de investigadores, à caracterização biográfica, social e técnico-científica dos seus membros e das relações que estabeleceram entre si e com as instituições a que se encontravam ligados. Desta forma, a abordagem prosopográfica resulta essencialmente num estudo quantitativo. Pretende-se igualmente estabelecer o perfil de publicação de cada um dos grupos, determinando a produtividade, identificando a natureza da colaboração, as revistas e os idiomas utilizados.

O Projecto visa estudar de forma colectiva o conjunto dos investigadores e outras categorias relacionadas, como as unidades de investigação e de ensino, as sociedades científicas e mesmo os eventos mais importantes, estudando as relações sociais que estes diferentes actores estabeleceram entre si. O critério seguido na definição dos elementos incluidos no estudo é o da participação activa no mundo académico e suas instituições, nomeadamente, a pertença à Sociedade Portuguesa de Biologia, a apresentação de comunicações nas suas sessões e em outras reuniões científicas, a publicação em revistas reconhecidas pelos restantes investigadores e a participação na vida científica dos institutos e laboratórios de investigação. A informação está a ser introduzida numa base de dados relacional, construída utilizando uma base de dados em PostgreSQL com o frontend Rekall.

A página inclui secções relativas a:

  • Descrição do projecto
  • Dicionário. Entradas do Dicionário de Investigadores e Instituições das Ciências Biomédicas.
  • Bibliografia. Textos produzidos no âmbito do projecto.
  • Iconografia. Banco de imagens relativas ao projecto.
  • Cronologia das Ciências Biomédicas em Portugal.
  • Contactos.
  • Notícias.
Parte do conteúdo é ainda apenas um protótipo e demonstração das futuras secções.

Sem comentários: